FESTA NACIONAL DO PORCO ASSADO NO ROLETE


O Município de Toledo, capital do Agronegócio no Oeste do Estado do Paraná, tem motivos de sobra para estar em festa.

Além das suas inúmeras riquezas naturais e humanas existentes, concentra os maiores eventos gastronômicos com pratos típicos a base de carne suína do Estado do Paraná e do país. No mês de setembro realiza a sua tão famosa festa do Calendário Nacional, a FESTA NACIONAL DO PORCO ASSADO NO ROLETE.

 

HISTÓRICO DA FESTA

 

Tudo começou nos idos de 1970, quando o folclórico Dr.Vivian (Celeste Vivian), progressista agricultor local, afirmou haver inventado um processo de assar um porco inteiro, recheado com temperos exóticos, enfiado num espeto de madeira, que girava impulsionado manualmente por uma manivela.

Dr. Vivian lançou um desafio para que aparecessem interessados em competir com ele na façanha de assar um porco no rolete.

Conta a história que nem que fosse de brincadeira, alguém teria de desafiar o célebre Dr.Vivian. Certa feita, encontravam-se no Clube Caça e Pesca de Toledo, Avelino Niedermeier, Vinício Scheffer, Jose Schnitzer (Zé da Farmácia) e outros quando Niedermeier sugeriu um meio de quebrar a crista do Dr. Vivian, o famoso assador de porco no rolete. Foi lançado a idéia de na Rádio Guaçu, onde o Vinício Scheffer era diretor, anunciar um  desafio para que algum anônimo pudesse disputar com  o Dr. Vivian, o assar um porco inteiro. Niedermeier estava disposto a concorrer também com um porco e doar outro a agência da Ford na época. Aceita e aplaudida a idéia, outros assadores desafiantes surgiram, entre eles o conhecido Pedro Carelli de Toledo.

Para entusiasmar o Dr. Vivian, o Zé da Fármacia e Niedemeier mandaram um avião jogar sobre a sua propriedade um pacote contendo o desafio de um imaginário assador chileno que viria a Toledo só para vencê-lo no preparo do porco.

A idéia foi tomando vulto e, no dia 28 de julho de 1974, após definição sob a orientação do historiador Ondy Niederauer, Pedrinho Furlan e demais associados, é criado um regulamento próprio e formado um grupo de pessoas com conhecimento em gastronomia para compor os juízes degustadores. Nesta data  a “ I FESTA DO PORCO NO ROLETE” é criada como concurso sob a organização plena da Diretoria do Clube,  cujo presidente na época era o Sr. Lírio Donin.

A Festa mobilizou mais de cinco mil pessoas, contou com 5 equipes de assadores participantes do Concurso, e foi realizada no campo do Esporte Brasil, município de Toledo, devido a problemas estruturais no Clube Caça e Pesca na época. Inicialmente o porco para assar era movido manualmente por manivela. Posteriormente passou a existir algumas engrenagens com roda, acionada com a água corrente do rio para girar o espeto do porco. Hoje o modernismo trouxe o sistema de motor giratório para assar o famoso porco no rolete, pois sózinho pode girar dezenas de porcos simultaneamente.

Fundado em 31 de maio de 1970, o Clube de Caça e Pesca de Toledo, viu nascer, crescer,  e se consolidar a FESTA DO PORCO NO ROLETE, que hoje a nível nacional, dada a sua importância gastronômica, consta no Calendário Oficial de Eventos do Estado do Paraná e do Ministério do Turismo.

Em 1975, o jornal O Estado do Paraná destacou  reportagem especial sobre a Festa e informou que o 2º Concurso do Porco Assado no Rolete movimentou mais de 10 pessoas e o seu ponto alto passou a ser o Concurso entre os assadores.

O desafio inicial que era apenas uma brincadeira virou coisa séria, e passou a representar o estado do Paraná em vários eventos gastronômicos, tanto dentro como fora do país.

Conta a história que a técnica de assar em brasa um porco inteiro do assador Celeste Vivian era tão apurada, que um grupo de amigos nos idos dos anos 80, organizou uma cerimônia solene de sua diplomação como “ Doutor” na Universidade do Clube Caça e Pesca de Toledo.

Dr. Celeste Viviam o inventor da técnica de assar um porco interiro no espeto, faleceu em 2008 com 84 anos, figura carismática sempre vestido por ocasião da Festa de branco, como chefe de cozinha, e portando em um dos ombros a bandeira dobrada do Brasil, dizia a todos no Clube a celebre frase “ que fazia o porco no rolete para saciar a fome do povo brasileiro”.

A Festa no interior do Clube, consiste em sócios proprietários trazerem seus parentes, amigos, funcionários para almoçarem juntos, o tradicional prato típico da cidade neste dia festivo. O Clube também loca estandes para inúmeras empresas e viabiliza desta forma recursos para a realização do evento. Inúmeros outros colaboradores / patrocinadores se somam a este que é indiscutivelmente a maior festa gastronômica do pais.

A Diretoria do Clube Caça e Pesca de Toledo, trabalha com muita dedicação durante o ano inteiro e tem proporcionado melhorias para poder atender da melhor maneira todos que participam do evento.  São assados, mais de 300 porcos com aproximadamente 30 kg cada, para atender milhares de participantes num único dia, em seus mais de 130  Estandes no interior do Clube.

Para as pessoas vistantes (turistas) que não participam de grupos nos Estandes, o Clube oferece  a opção de almoçar no  seu Restaurante Principal, com um seleto serviço de buffet. Toda uma programação especial é montada, para que o público presente permaneça o dia todo no Clube.

As últimas edições a movimentação de público tem chegado a casa dos 30 mil presentes.

O ponto alto da Festa é a realização do tradicional Concurso do Porco Assado no Rolete, cuja comissão julgadora é composta de renomados nomes da gastronomia e convidados degustadores, onde avaliam o Melhor Estande, o Melhor Porco e o Melhor Recheio.

Na presença de várias autoridades, da Rainha da Festa, Miss Simpatia e  Princesas, a premiação do melhor Porco, melhor Estande e melhor Recheio e do campeão geral é anunciada aos participantes do concurso.

Vale ressaltar que tudo isto acontece graças ao empenho de todos e principalmente o apoio que  a cada ano, o poder público dispende a estruturação da festa.

A Festa Nacional do Porco Assado no Rolete é hoje um dos maiores eventos gastronômicos do país e a  carne suína  no Oeste do Paraná, principalmente em Toledo, maior produtor do Estado, é destaque também pelo seu elevado sabor e valor nutritivo.

Cronologicamente através de dados colhidos no histórico existente no Clube Caça e Pesca de Toledo podemos evidenciar:

1978 - a pedido de Pedro Ari Pinto de Andrade, na época secretário de Expansão Econômica do Município, o empresário Vitor Beal cria  o símbolo,  “O porco estilizado”,  a logomarca passa a identificar como ícone  a  Festa.

1985 – O Clube detém os direitos autorais em marcas e patentes sobre o nome” Festa Nacional do Porco no Rolete”.

1988  Na presidência de Inelmo João Kolling, a Diretoria do Clube cria o Concurso da escolha da Rainha da Festa e elege Janete Maria Stockmans Dullius sua primeira representante, como embaixadora do Festa.

1993 – A participação da beleza da mulher toledana é destaque nacional. A rainha da

Festa Nacional do Porco no Rolete, Elessandra Dardora torna-se Miss Toledo, Miss Paraná  e conquista o título de Miss Brasil Word 1995.

Neste mesmo ano de 1993, o inventor do Porco no Rolete, Celeste Vivian recebe o título Honorário de Toledo, concedido pelo Poder Legislativo do município.

1995 -  Representando o Paraná e a culinária paranaense, o Porco no Rolete foi inspiração dos carnavalescos da Escola de Samba Unidos da Ponte com o tema “ Meu Paraná” e esteve presente no carnaval do Rio de Janeiro, desfilando na Marquês de Sapucaí.

Sob a coordenação do apaixonado Raimundo Carvalho (in memoriam), a passarela do samba cantava o refrão....Tem fandango no samba / barreado e chimarrão / tem porco no rolete / é do cacete / é muito bom.

1997 -  Sob o comando de Jose Schnitzer (in memoriam) e Ivo Tomazoni, o Porco no Rolete representando o Brasil participa do Concurso Mundial, no Festival Gastronômico à base de carne suína, realizado em Memphis, no Tennessee, nos Estados Unidos.

Incansáveis são os cantos deste grande Brasil, cujo prato já foi apresentado e a sua técnica de assar apresentada por verdadeiros profissionais em assar porco no rolete. 

1999-  Nos 25 anos (Bodas de Prata) da Festa Nacional do Porco no Rolete, o turismólogo Chico Paulista (José Francisco O. Campos) cria uma Bandeira alusiva à Festa Nacional do Porco no Rolete. Este pavilhão sempre está presente nos eventos e faz parte dos cerimoniais oficiais da Festa.

2003 – Quando da realização da 30a edição da Festa Nacional do Porco no Rolete,o diretor João Bortolotto ( in memoriam) e o turismólogo Chico Paulista (Jose Francisco O.Campos), sob a curadoria de Neimar Proença, criam a Galeria Histórica da Festa, um pouco improvisada no antigo Pavilhão de tiros do Clube. Nasce nesta época, a idéia de se efetivamente criar no futuro uma Galeria Histórica permanente para visitação do público.

2011 -  Sob a presidência de Nelson Cornelius, a Comissão Organizadora da Festa, passa a  ser  formada exclusivamente por membros da  Diretoria do Clube Caça e Pesca de Toledo  em  trabalho voluntário, tanto para o Clube, quanto para a Festa.

2012 – Em dezembro a Diretoria do Clube Caça e Pesca de Toledo presta homenagem ao inventor do Porco Assado no Rolete, Sr. Celeste Vivian (in memoriam) com busto na entrada principal do Clube.

2013 – O turismólogo Chico Paulista solicita em projeto a Secretaria Municipal da Cultura  que o  poder executivo analise e aprove, dada a sua importância, o tombamento da Festa como Patrimônio Cultural Imaterial.  Em 22 de setembro do mesmo ano, o prefeito Luis Adalberto Beto Lunitti Pagnussatt, assina o Decreto n0  186 que a torna como patrimônio municipal  tombado. Com esta assinatura a administração municipal em nome do povo toledano, reconhece a importância da Festa para o município.

2014-  Dr. Pedrinho Antônio Furlan, sócio fundador do Clube Caça e Pesca de Toledo, foi nomeado “Embaixador” da Festa Nacional do Porco no Rolete e do Clube Caça e Pesca de Toledo passando a ser o porta voz do Clube e  da Festa Nacional do Porco Assado  no Rolete.

Neste mesmo ano, representando o projeto Iguassu Gourmet (Gastronomia do Oeste do Paraná), com apoio da Prefeitura Municipal de Toledo, através  do Clube Caça e Pesca de Toledo,  presidido por Lorilda Jussara Grossi Bolson, o “Porco no Rolete”  é destaque na feira “Mundo Gastronômico” realizada no Parque Barigui em Curitiba-Pr, e evidenciado em reportagem pelo jornal a Gazeta do Povo.

2015-  A presidente do Clube Caça e Pesca de Toledo, Lorilda Jussara Grossi Bolson, incluiu na programação da 42ª edição da Festa Nacional do Porco no Rolete, o  Encontro de Suinocultores com o tema  “Suinocultura Sustentável”.  Este encontro, contou com a presença de grande número de suinocultores e autoridades ligadas à suinocultura e foi realizado no Salão Social do Clube Caça e Pesca de Toledo.

A iniciativa do Encontro de Suinocultores foi da ABCS-Associação Brasileira de Criadores de Suínos; APS- Associação Paranaense de Suinocultores; ASSUINOESTE- Associação dos Suinocultores do Oeste do Paraná e da  AMS-Associação Municipal dos Criadores de Suínos de Toledo e teve o apoio da Prefeitura Municipal de Toledo, Sindicato Rural e Patronal de Toledo e Clube Caça e Pesca de Toledo.

Nesta edição, a Banda Destake do Paraná recepcionava os visitantes e também passava nos principais estandes do Clube animando o ambiente. Esteve também presente o Ônibus do Sport Club Internacional, ex jogadores, consulados e diretores com as principais taças conquistadas pelo Clube. Nesta oportunidade os torcedores e simpatizantes puderam tirar fotos com seus ídolos e com as taças de Campeão do Mundo e Libertadores.

Esta ação do Mocoto – Movimento Colorado de Toledo – abriu possibilidade para que outras torcidas pudessem  se mobilizar no sentido de trazerem seu Clube, sua torcida  nas  edições seguintes da Festa Nacional do Porco no Rolete. 

Outra atração foi a participação de carros antigos com destaque para o Clube do Fusca de Goioerê.

2016 – Na 43a  edição da Festa aproveitando a presença da vice- Governadora do Estado, Sra. Cida Borgheti, a Diretoria do Clube sob a presidência de Claudemir Rossi em ação conjunta com o turismólogo Chico Paulista e do deputado Estadual Jose Carlos Schiavinatto, entregam projeto buscando o tombamento da Festa como Patrimônio Cultural Imaterial do Estado do Paraná. 

2017 - Na 44a edição da Festa realizada dia 17 de setembro, o Governador do Estado do Paraná, Sr. Beto Richa, na presença do Ministro da Saúde, Sr.Ricardo Barros,  secretários de estado, deputados federais e estaduais, prefeitos da região e inúmeros vereadores, assina Certificado de Patrimônio Imaterial – credenciando a Festa Nacional do Porco no Rolete, como primeira candidata ao registro de Bem Cultural de Natureza Imaterial do Estado do Paraná de acordo com o Decreto n 4.481 de 16 de agosto de 2016.

Referida intenção foi criado pelo turismólogo Chico Paulista na gestão do presidente Claudemir Rossi, e o projeto criado e encaminhado pelo deputado estadual Jose Carlos Schiavinatto a Assembleia Legislativa do Paraná para apreciação.

No mesmo dia da festa, a Diretoria do Clube aproveitando a presença de ilustres visitas lançou a pedra fundamental para a construção da sua Galeria Histórica, idéia iniciada em 2003 pelo ex-presidente João Bortolotto (in memoriam)  e pelo turismólogo Chico Paulista. 

Em 20/09/2017, o Clube recebe da Câmara de Vereadores, moção de aplausos pela excelente organização e realização da 44 edição da Festa Nacional do Porco no Rolete. A Casa de Leis, atendendo o seu artigo 162 do Regimento Interno, enaltece a dedicação de todos os integrantes de sua Diretoria e colaboradores do Clube Caça e Pesca de Toledo pela organização da Festa, que muito eleva e projeta o município de Toledo no cenário nacional.

 

A 45a  Festa Nacional do Porco no Rolete está marca para o dia 16 de setembro de 2018.

 

Você é nosso convidado, traga seus amigos e Familiares.

 

Claudemir Rossi

Presidente

 

 

 

RECEITA DO PORCO NO ROLETE

 

INGREDIENTES:   1 porco  de boa procedência  e de boa qualidade, de aproximadamente 30kg; 3 kg de carne moída; 1 kg de tomate; 1,5 kg de sal;  300 gramas de linguiça calabresa; 200 gramas de cebola; 200 gramas de bacon; 12 ovos;  2 copos de vinho branco seco; 2 pimentões; 2 latas pequenas de milho verde; 3 latas pequenas de ervilha; 1 vidro médio de cogumelos; 1 vidro médio de azeitonas; 1 vidro de palmito; 300 gramas de cenoura; 300 gramas de salsichas; 200 gramas de uva passa; 1 envelope de queijo ralado; 1 envelope de orégano;  1 kg de farinha de mandioca ; 1 kg de farinha de rosca(pão); pimenta, alho, alecrim, folhas de louro, noz moscada, alfazema, salsa, cebolinha, verde  à  gosto.

MODO DE PREPARAR O TEMPERO

Dissolva 1 kg de sal num copo de vinho, com um pouco de água(até obter um tipo de massa fina) que deve ser passada num recipiente, dissolver 0,5 kg de sal, 1 copo de vinho, juntar a pimenta, o alho, o louro, a alfazema e o alecrim.

Injete o tempero em todas as partes do porco com uma seringa grossa.

RECHEIO

Fritar em fogo brando o bacon, a linguiça calabresa, a salsicha, cebolinha verde, a salsa, loro, alfazema, orégano e alecrim.  Juntar posteriormente a carne moída, o tomate, pimentão, a massa de tomate, cebola, cenoura, noz moscada, fritando mais um pouco.  Tirar do fogo e ao esfriar, acrescentar as azeitonas,  o milho verde,  a ervilha, o palmito, os cogumelos, juntando ainda a farinha de mandioca, farinha de pão, queijo ralado para o recheio ficar bem consciente.  Por fim, acrescentar os ovos cozidos picados. Além de sal à gosto.

MODO DE ASSAR

Tirar o excesso de sal, enfiar o porco nos espetos apropriados. Em seguida enchê-lo com o recheio, costurando-o com barbante resistente.  Após no mínimo umas 8 horas no tempero, pode ser assado em fogo brando, utilizando somente carvão, durante um período de 6 a 8 horas, dependendo do tamanho do porco, sempre girando na mesma direção e velocidade.  Espetar o assado com um objeto pontiagudo para sair a gordura e não romper o couro, que deve ser limpo constantemente, para retirar o excesso de banha, evitando assim, que pegue fogo.